Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Biblioteca da Inês

Um blog sobre a minha paixão pelos livros infantis e exemplos de como os desenvolver em educação de infância

23.02.21

Reflexões sobre... A periocidade de atividades para fomentar o gosto pela leitura #2


Inês Martelo Ribeiro

periodicidade.png

Glória Bastos (1999), na sua obra sobre a literatura infantil e juvenil, diz-nos que “o gosto pela leitura não é tarefa de um dia, nem se consegue mediante a fascinação de um momento brilhante ou espectacular. É realmente indispensável um conjunto de atitudes consequentes e coordenadas.” (p. 284).

Por vezes, dava por mim a não querer apresentar um livro, seja no blog, seja no meu contexto de sala. Isto porque queria fazer algo diferente, queria ter tempo de preparação, queria fazer algo especial. E esse tempo não chegava, não fazia a dita preparação e o o livro ficava na prateleira. Atualmente, sou o oposto.

Com isto não quero dizer que a preparação para ler não é necessária. Claro que é, até para percebermos a menagem e como a vamos transmitir. Todavia, para semearmos o gosto pela, não é preciso termos recursos XPTO ou fazermos uma interpretação digna de um ator, até porque, pelo menos, eu não o sou. Claro que as experiências de animação de leitura são espetaculares, sejam realizadas por nós, educadores, ou pela biblioteca ou por uma companhia de teatro. Mas são pontuais.

Para formar leitores, com gosto genuíno pelos livros e leitura, é necessário que as crianças cresçam num ambiente que proporcione o contacto com os textos e livros, não só rico em termos materiais, como também nas rotinas. A leitura e o livro têm de ser uma constante. Mais do que isso, o gosto pela leitura é fomentado por adultos com uma atitude autêntica, adeptos do livro e da leitura. Tal como já sabemos, as nossas crianças aprendem mais facilmente com aquilo que nós somos e exemplificamos, do que propriamente com o que lhes dizemos.

Com o grupo com que trabalho, à semelhança de outros anteriores, existe uma rotina diária para lermos um livro, além das atividades que vão acontecendo, que, por vezes, também podem ser sobre um livro. É um momento de prazer, simplesmente para desfrutar da história, pelo que, por vezes, partilho também livros que são novidade para mim. Há alguma coisa melhor que descobrirmos juntos uma história nova?