Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Biblioteca da Inês

Um blog sobre a minha paixão pelos livros infantis e exemplos de como os desenvolver em educação de infância

A Biblioteca da Inês

Um blog sobre a minha paixão pelos livros infantis e exemplos de como os desenvolver em educação de infância

Ter | 19.05.20

"Não é uma caixa"

Inês Martelo Ribeiro

Olá!

Esta semana as publicações vão ser um pouco desordenadas. Em vez de haver animação de história com filme no final da semana, haverá no início. Tudo isto devido à votação que deixei no Instagram sobre os livros novos que tinha recebido. E portanto o livro que vos trago hoje é o que escolheram...

PUB.png

"Não é uma caixa", da autoria de Antoinette Portis e publicado em Portugal pela Editorial Presença.

IMG_20200517_161511.jpg

Recordam-se de ter falado sobre o Dia do Livro há umas semanas atrás e até ter dito que tinha aproveitado um descontão? Pois bem, este foi um desses livros!

"Não é uma caixa" tem pouco texto e umas ilustrações super simples, provando que o usual dito em inglês "Less is more" tem a sua razão de ser. Este é um livro desses, em que a sua simplicidade o faz ser tanto.

IMG_20200517_161358.jpg

Adoro a obra pela sua mensagem, que, na minha perspetiva, é o estímulo à criatividade e imaginação. A história centra-se à volta de um coelho a brincar com uma caixa, que é várias vezes interrogado precisamente sobre o que está a fazer com a caixa, ao que ele responde sempre no sentido de aquilo não ser uma caixa.

IMG_20200517_161341.jpg

O próprio jogo de cores no livro remete para a diferença entre o real e a imaginação, pois nas páginas com as questões o fundo é bege, com as ilustrações com traço preto, enquanto que nas páginas para as respostas o fundo é vermelho e os traços dessa mesma cor evidenciam a transformação imaginária que a caixa está a ter.

Caso queiram ver o vídeo com a animação, deixo-o aqui:

Tal como refiro no vídeo, este é um livro que evidencia as potencialidades de um material não estruturado, como a caixa de cartão. São várias as ocasiões durante o ano letivo em que proporciono na sala momentos para a exploração deste tipo de materiais e existem grupos em que se verifica a necessidade da criação de uma área/zona com este tipo de materiais, como me aconteceu no ano letivo passado. Por não terem uma forma ou funcionalidade pedagogicamente preparada, as crianças podem inventar e reinventar as suas funções, atribuindo-lhes o significado que entenderem. É mesmo muito interessante para elas explorarem e para nós observarmos.

IMG_20200517_161412.jpg

Já conheciam este livro? O que acharam dele?

Boas leituras!

1 comentário

Comentar post